Cartão co-branded: o que é isso? Entenda já!

O processo de democratização dos cartões de crédito é notável em todo o Brasil. Cada vez mais consumidores têm acesso a novos cartões para realizar seus pagamentos cotidianos. Assim, a variedade de características também cresce, possibilitando que cada um encontre um cartão que atenda às suas necessidades. Mas será que no meio de tanta diversidade de cartões, você já ouviu falar em cartão co-branded?

Conforme mais pessoas demonstram certa vontade de adquirir cartões de crédito, mais relevante esse mercado se torna. Dessa forma, novas empresas, que não costumavam se envolver com finanças, passaram a se interessar pelo setor.

E é sobre o resultado dessa parceria entre empresas e instituições financeiras que trataremos a seguir. Então, se você tem interesse em conhecer mais detalhes sobre um cartão co-branded, continue lendo este artigo!

Leia também: Cartão de crédito com aprovação imediata online: conheça 10 opções!

O termo “co-branded”

Primeiramente, antes de explicar mais detalhes sobre o cartão co-branded, é preciso entender o que a palavra significa. O termo “co-branded”, como você talvez tenha percebido, vem da língua inglesa.

O sufixo “co” é um elemento com sentido de companhia ou simultaneidade. Por exemplo: o coautor de um livro é alguém que também ajudou a escrever o livro. Assim como o copiloto também participa do ato de pilotar. Entretanto, é importante notar que a coparticipação não significa necessariamente que as duas partes fazem a mesma função.

Já o termo “brand” pode ser traduzido para português como “marca” – no sentido comercial. Por exemplo: você gosta de uma marca de roupas ou tem uma marca de perfume favorita. Ou seja, essa “marca” tem o sentido relacionado a empresas.

Consequentemente, o termo “co-branded” significa que foi feito em parceria por duas marcas.

O que é um cartão co-branded?

Depois da explicação anterior, fica fácil entender o que é um cartão co-branded.

Ele é um cartão feito em parceria entre duas empresas, sendo uma normalmente comercial, e a outra uma instituição financeira. Dessa forma, podemos observar um exemplo de cenário onde todo mundo sai ganhando:

  • A marca comercial ganha porque consegue ter seu próprio cartão para oferecer para os clientes;
  • A emissora de cartões ganha porque tem mais cartões da sua marca circulando;
  • Os clientes ganham porque têm acesso a uma variedade maior de cartões disponíveis. Assim, graças à concorrência, encontram mais facilidades nos processos de solicitação e a aprovação.

Vale lembrar que os cartões co-branded também são conhecidos como cartões de loja, híbridos ou white label.

Exemplos de cartão co-branded

Confira alguns exemplos de cartões feitos em parceria:

Vale lembrar que algumas empresas que oferecem cartões co-branded, também oferecem o tipo “private label”. A Marisa e a Renner são exemplos disso. Assim, é preciso prestar atenção e questionar se o cartão que você está solicitando pode ser usado para fazer pagamentos fora daquela loja.

Benefícios de um cartão co-branded

Conforme o que acabamos de explicar, essa relação comercial pode ser positiva para todos os envolvidos. Mas será que você sabe quais vantagens um cartão co-branded pode oferecer?

O principal benefício é para os clientes que já têm o hábito de comprar na empresa em questão. Afinal, essas empresas costumam oferecer condições vantajosas para as compras feitas no próprio estabelecimento. Enquanto algumas oferecem apenas descontos, outras podem oferecer parcelamento adicional, itens exclusivos e até sistema de pontos.

A ideia principal é fidelizar os clientes. Ou seja, oferecer um pacote de vantagens tão atraentes que você ativamente prefere comprar naquela loja. Dessa forma, muitas também oferecem seus cartões sem nenhuma taxa de emissão e nem de anuidade. Ou seja, os cartões co-branded normalmente são gratuitos.

Não confundir co-branded com private label

Um dos nomes pelo qual os cartões co-branded podem ser chamados é “white label”. Mas não podemos confundir com o termo “private label”.

Cartões do tipo private label são para uso exclusivo em determinada loja ou rede. Assim, se você solicitar um cartão desse tipo, corre o risco de ter as possibilidades de uso bem limitadas. Em outras palavras, talvez só consiga usar o cartão em uma única rede de lojas ou, no máximo, em parceiros.

Esse tipo de cartão funciona quase como uma linha de crédito exclusiva. Apesar de muita gente não perceber, em diversas lojas ele veio para substituir o antigo carnê, que perdeu popularidade.

Mas atenção: algumas empresas podem oferecer os dois tipos de cartão. Afinal, são produtos financeiros diferentes e podem agradar diferentes tipos de clientes.

Por exemplo: esse é o caso de empresas como a Marisa ou a Renner, que, como mencionamos anteriormente, oferecem tanto cartões do tipo co-branded quanto cartões private label. Por outro lado, a Havan oferece apenas o cartão do tipo private label. Ou seja, é um cartão que não funciona em outras lojas.

Leia também: Como conseguir empréstimo com score baixo?

Esperamos que você tenha entendido o que é um cartão co-branded. Se você conhece clientes de lojas que oferecem seus próprios cartões, pode ajudar essa pessoa compartilhando este artigo!

E para mais informações sobre cartões e formas de pagamento, continue acompanhando o Meu Cartão de Crédito.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Anterior
mastercard gold

Cartão Mastercard Gold: quais são as vantagens?

Próximo
Banco Pan Cartões

Banco Pan Cartões: conheça as opções e saiba como solicitar o seu

Posts Relacionados