juros do cartão de crédito

Como funcionam os juros do cartão de crédito? Entenda e aprenda calcular!

Parcelar suas compras no cartão de crédito é sempre uma boa opção. Afinal, você consegue adquirir um produto necessário, mas sem apertar o orçamento do mês. Mas, cuidado! Os juros do cartão de crédito são altos e podem ser impagáveis se você não organizar o orçamento. Principalmente, ao atrasar o pagamento da fatura mensal ou quitar parcialmente a conta.

Neste post, separamos todas as informações necessárias para você entender melhor o que um banco pode cobrar de você em caso de atraso. Saiba que os juros do cartão de crédito podem variar para cada instituição. A boa notícia é que alguns dos valores são negociáveis.

Então, se você está pensando em adquirir um cartão, pode considerar a nossa lista antes de começar a utilização. Confira!

Leia também: Cartão de crédito para negativado: conheça as melhores opções 

Juros do cartão de crédito rotativo 

Tudo começa com o atraso do pagamento da fatura ou o não pagamento total do que você gastou. Vale considerar que os juros do rotativo são cobrados quando você não faz o pagamento total da fatura, escolhendo quitar algo entre o mínimo e o total. 

Existe sempre oscilação e só para você ter uma ideia, segundo o Banco Central, no começo de 2020 essa mudança foi brusca. Para o chamado cliente regular, que paga ao menos 15% da fatura dentro do prazo, a variação foi de 291,8% ao ano em fevereiro para 296,1% em março 2020. No entanto, para o cliente não regular, ou seja, o que não paga o mínimo de 15%, a taxa foi de 345,2%  para 342,4% em fevereiro de 2020. 

Continua após a publicidade

💳 Você foi selecionado para ter um cartão de crédito que não cobra anuidade, com limite de até 7 mil reais e com aprovação na hora.

Solicite seu cartão!

Aproveite a oportunidade

💳 O BTG+ oferece benefícios e experiências únicas para quem quer um cartão cartão de crédito sem anuidade e que entende suas necessidades.

Solicite seu cartão!

É importante você entender que os juros do cartão de crédito rotativo alteram de acordo com o banco e a realidade mensal do mundo financeiro. Separamos aqui uma relação que é divulgada pelo Banco Central para você escolher a melhor instituição financeira. Conheça os juros cobrados para o cliente não regular, que não fez nem o pagamento mínimo, ou então o valor cobrado para o cliente regular.  

Mudança nos juros do cartão de crédito 

Para facilitar a sua vida e evitar o endividamento, o Banco Central determinou algumas mudanças. Agora o cliente sem dinheiro suficiente para pagar a fatura total poderá ficar no máximo 30 dias no rotativo. Sendo assim, se você está em dificuldade financeira e não consegue quitar a sua dívida em um mês, terá que optar pelas seguintes opções.  

Paga o valor integral ou parcela a fatura, de acordo com as alternativas que o banco irá oferecer. Pela nova regra, a taxa de juros do parcelamento deverá ser sempre menor do que a do rotativo. 

Sendo assim, essa é uma boa opção para os clientes. Afinal, a instituição financeira precisa oferecer um estilo de acordo para que você pague menos juros. Para ficar um pouco mais claro, entenda como isso funciona! 

Leia também: Consumidor positivo: veja o portal para acessar sua vida financeira

Juros parcelados 

Conheça mais essa possibilidade de juros do cartão de crédito que as instituições financeiras podem cobrar de você. Sendo assim, preste atenção em como ela funciona. É importante saber que o juros parcelado é melhor do que o do rotativo. Ele entra em vigor quando você realiza um acordo com o banco para quitar sua dívida.

São duas categorias:  

Voluntário: quando o usuário opta por fazer um parcelamento da fatura em acordo com o banco.

Mandatório: quando o cliente entra no rotativo por mais de um mês e a instituição estabelece o parcelamento. 

Então, se você está em dificuldade financeira e sabe que não conseguirá quitar a dívida com a instituição escolha parcelar a sua dívida. Assim, terá um juros do cartão de crédito menor e conseguirá resolver a sua situação financeira.  

Juros moratórios 

O atraso no pagamento sempre aumenta a sua dívida. Essa é a primeira regra. No caso do juros moratórios, ele é cobrado sempre que você não faz o pagamento da fatura, ou quita uma quantia abaixo do mínimo. Essa é mais uma taxa cobrada pela inadimplência do cliente.

Esse tipo de juros do cartão de crédito é cobrado sobre o valor em aberto e aumenta conforme o atraso no pagamento que você não realizou. Sendo assim, quanto mais tempo você demorar em quitar a sua dívida, mais juros moratórios você terá que pagar.  

Para você ter uma ideia, a lei determina que esses juros devem ser limitados a 1% do valor da dívida ao mês. Mesmo se você conseguir quitar o valor dentro de trinta dias, pagará um juros proporcional. Neste caso, o cálculo será de 0,0333% por dia de atraso. 

Multa moratória 

Além dos juros de atraso, quando a fatura não é paga até o vencimento, ou um valor abaixo do mínimo é quitado, você recebe uma multa. Entenda que os juros do cartão de crédito soma sempre com todos esses itens que estamos descrevendo para você.  

Neste caso, o valor da multa não varia de acordo com o tempo que você demora em resolver e quitar a sua situação com a instituição financeira. É que cada banco pode determinar o valor da multa e é bom saber que ela não pode ultrapassar 2% do valor da cobrança. 

Leia também: Cartão de crédito com aprovação imediata online: conheça 10 opções!

IOF 

Por fim, saiba que você ainda terá que bancar o Imposto sobre Operações Financeiras, o IOF. Ele é calculado de acordo com a norma federal e você precisa pagar ao efetuar certas operações financeiras. No cartão, isso inclui situações como atraso no pagamento e financiamento da fatura, entre outras. 

Confira mais conteúdo sobre cartões de crédito e para sua vida financeira no blog do Meu Cartão de Crédito.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Anterior
cartão universitário

Cartão universitário: vale a pena contratar um para você?

Próximo
cartão por aproximação

Cartão por aproximação é seguro? Saiba tudo aqui!

Posts Relacionados