Empréstimo com débito em conta

Como funciona o empréstimo com débito em conta?

Luiz Gustavo Silva

Se você precisa organizar as finanças e está pensando em pedir um empréstimo com débito em conta, leia esse conteúdo até o final. Nós separamos todas as informações necessárias para você conhecer as vantagens e desvantagens de solicitar esse serviço .

Você vai saber sobre as taxas, prazos de pagamento, como solicitar o empréstimo com débito em conta e até comparar outras opções disponíveis no mercado.

Será que realmente vale a pena solicitar o empréstimo com débito em conta? Vem com a gente descobrir tudo.

Entenda o empréstimo com débito em conta

Essa é uma modalidade de empréstimo pessoal. Sendo assim, você precisa ter em mente que existem taxas para conseguir o valor necessário.

A principal característica do empréstimo com débito em conta é que você vai solicitar um valor e ele será parcelado.

Todo o mês, essa dívida será debitada automaticamente da sua conta. Sendo assim, é imprescindível que você tenha em mente que terá que possuir no banco a parcela mensal para quitar a dívida.

Outra característica desse empréstimo pessoal é a taxa.

Os valores costumam ser altos, principalmente porque esse tipo de empréstimo não costuma ter garantia por parte do cliente. Sendo assim, vamos mostrar para você aqui mesmo outras possibilidades e o comparativo dessas taxas, acompanhe!

Taxas do empréstimo com débito em conta

Para conseguir o valor necessário no empréstimo com débito em conta você terá que pagar por isso.

Em média, a taxa de juros nominal é de 3,49% ao mês, para todos os casos. É claro que o valor pode variar de acordo com a instituição financeira.

Se fizermos um comparativo com o crédito consignado, que é outra modalidade de empréstimo pessoal, a taxa de juros nominal é de 2,05% a 2,08% ao mês. Nesse caso, estamos falando de Servidores Públicos e Beneficiários INSS, respectivamente.

Portanto, com base nesses valores você já consegue ter uma ideia de quanto precisará pagar.

Tempo de pagamento do empréstimo

Você também precisa estar atento ao prazo para pagamento do valor desse empréstimo. De forma geral, as instituições oferecem de 12 a 36 meses.

Comparando com o tempo do empréstimo consignado, o prazo mínimo varia entre 12 e 24 meses e o máximo de 72 meses e 96 meses. Mais uma vez estamos levando em consideração os clientes que são aposentados e pensionistas do INSS e servidores públicos, respectivamente.

Quando solicitar o empréstimo com débito em conta

Agora que você já entendeu como funciona esse tipo de empréstimo e quanto pagará por isso, vale entender quando vale a pena solicitá-lo.

Para esse tipo de empréstimos é preciso de cautela.

Por isso, aposte na sua contratação apenas para casos de urgência, para tirar um sonho do papel, dar início a um empreendimento ou acabar com uma bola de neve de dívidas com juros mais altos.

Quem pode solicitar esse empréstimo

É claro que você deve procurar a informação primeiramente na sua instituição bancária. No entanto, de forma geral, quem pode solicitar o empréstimo com débito em conta são os empregados vinculados à CLT, aposentados do INSS e seus beneficiários, funcionários públicos e militares.

Se você for autônomo, até existe essa possibilidade do empréstimo com débito em conta. Só que é necessário considerar e avaliar com o banco. 

Procedimento para solicitação

Como já dissemos anteriormente, para conseguir o empréstimo com débito em conta você deve procurar uma instituição financeira. Isso pode ser realizado de forma presencial, em uma agência, ou pelo aplicativo do seu banco.

Faça a solicitação, preencha a ficha, encaminhe os documentos solicitados e aguarde a análise de crédito.

Para essa última etapa, é importante considerar algumas informações importantes. Aqui, você considere um conteúdo exclusivo e bem prático para facilitar e conseguir a liberação da sua análise de crédito.

Depois de ser liberado, você deverá assinar a proposta e efetivamente receber o valor do empréstimo com débito em conta.

Diferenças: empréstimo com débito em conta e consignado

No caso do empréstimo consignado, o valor é retirado do salário ou do benefício do INSS, por exemplo.

Sendo assim, o valor líquido depositado na conta corrente já vem descontado de acordo com a parcela do mês. Dessa forma, a liberação da quantia do empréstimo também está diretamente ligada ao valor total do seu salário.

Já se você escolher o empréstimo com débito em conta vai fazer a análise de crédito, conseguir o valor de empréstimo e todos os meses a parcela será debitada automaticamente da conta corrente.

Mais opções de empréstimos

Se você ainda está em dúvida se vale ou não a pena solicitar um empréstimo com débito em conta, temos mais algumas informações.

Você pode considerar outras formas de empréstimo. Tem o saque diretamente do seu cartão de crédito, ou ainda opções com e sem garantia.

Se você puder conseguir um empréstimo com garantia, os juros costumam ser mais baixos. A garantia de imóvel, por exemplo, tem uma das menores taxas de juros do mercado. Outra vantagem são os longos prazos de pagamentos e altos valores de crédito, que podem chegar a até 60% do valor avaliado do imóvel.  

Tem também a garantia de veículo. Ele ficará em alienação fiduciária e precisa estar quitado e no nome do consumidor que irá solicitar o empréstimo. O valor do crédito vai depender da avaliação do bem. 

Em todos os casos, avalie com cautela as taxas, prazos e forma de pagamento.

Gostou das dicas sobre o empréstimo com débito em conta? Confira mais conteúdos exclusivos para a sua vida financeira no nosso blog: meucartaodecredito.com.br

Total
0
Shares
Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Anterior
Empréstimo para servidor público

Empréstimo para servidor público: como conseguir?

Próximo
Quanto rende 100 mil na poupança

Quanto rende 100 mil na poupança? Entenda o cálculo aqui!

Posts Relacionados
Total
0
Share