Emprestar cartão de crédito: veja os riscos

Em meio a tempos difíceis economicamente, a tendência é que exista uma maior demanda para as pessoas pedirem empréstimos a amigos e conhecidos. Isso pode acontecer de diversas maneiras, desde empréstimo de dinheiro diretamente, até emprestar o cartão de crédito. Porém, seria essa última prática segura? Quais cuidados se pode tomar?

Aproveite a oportunidade

▶️ Você merece mais desconto para começar bem 2022. Na Descomplica, são mais de 100 cursos em diversas áreas, com bolsas de até 70%
Garantir desconto!

Embora saibamos que não é nada seguro, a prática é bastante comum. Isso ocorre principalmente entre familiares, onde o nível de confiança tende a ser maior. No entanto, nem todo mundo está ciente dos riscos que corre. Além das dívidas, a pessoa pode sofrer com golpes e fraude no cartão.

Neste artigo vamos mostra em que casos a prática de emprestar o cartão pode ser feita. Além disso, vamos discorrer sobre todos os riscos que a pessoa corre ao fazê-lo e porque a prática é tão desaconselhável. Assim, você pode entender a situação para tomar decisões mais racionais com o dinheiro.

Leia mais: Números de cartão de crédito: entenda o significado

Emprestar o cartão de crédito: isso é ilegal?

Não, a lei brasileira não proíbe essa prática. Isso não significa, no entanto, que seja bom. Assim como atravessar a rua sem olhar para os lados, emprestar o cartão de crédito também é uma prática perigosa, mas não ilegal.

Aproveite a oportunidade

💳 O Banco BV oferece benefícios únicos em seu cartão de crédito sem anuidade, aceito em milhares de estabelecimentos pelo mundo: abra uma conta gratuita e solicite o seu!

O que pode acontecer, no entanto, é do contrato com a empresa que administra o cartão proibir a prática. Nesse caso, temos uma violação contratual, que pode resultar nas penalidades que estão no contrato.

Emprestar o cartão de crédito: por que não?

Digamos que um parente está passando por necessidades financeiras e pede uma ajuda. Você não tem o dinheiro para ajudar, mas pode emprestar um cartão. Depois que as dificuldades passarem, diz o parente, ele pagará a fatura. Essa situação acontece com mais gente do que se imagina, com um resultado bastante triste.

Isso porque, mesmo que a pessoa seja honesta, as dificuldades podem continuar. As contas de uma pessoa em vulnerabilidade financeira são sempre complicadas. Quanto menos dinheiro, menos previsibilidade. É por isso que os bancos cobram empréstimos mais altos, pois a probabilidade da pessoa devolver o empréstimo é menor.

Agora, quando se trata de um cartão de crédito, a pessoa não apenas pode dar um calote. O calote da pessoa vai deixar seu nome “sujo”, com uma dívida no cartão. Os juros do cartão são os mais altos e temidos, podendo multiplicar em alguns meses uma dívida que poderia ser menor.

Danos nas relações pessoais

Se tratando de alguém que você gosta e confia, dentro da família ou círculo de amigos, isso tem um peso emocional muito forte. Afinal, são relações pessoais e dinheiro se entrecruzando, gerando situações chatas – na mais moderada das hipóteses.

Isso é bastante triste, pois mesmo uma pessoa boa e honesta pode ser atrapalhada com o dinheiro. Quando essas situações entram em um relacionamento de amizade ou família, frequentemente geram rompimentos que podem durar muito tempo.

Embora seja possível compreender por que as pessoas pedem o cartão emprestado quando estão em situações difíceis, essa não é uma boa prática para adotar como regra. Uma vez que você cria esse precedente, outras pessoas podem vir pedir seu cartão, o que certamente é inconveniente.

Emprestar o cartão de crédito: golpes e fraudes

Acima nós descrevemos vários problemas que podem acontecer emprestando o cartão para pessoas que você confia e que, de fato, são honestas nas suas intenções. Porém, infelizmente, esse não é o caso sempre. Ao emprestar o cartão, você também está sujeito à pessoa usar seu nome maliciosamente, com o fim de dar golpe mesmo.

Frequentemente, as empresas de cartão oferecem seguros que não cobrem caso você esteja emprestando o cartão. Isso é bastante preocupante, pois você fica desguarnecido caso algo do tipo ocorra. É importante observar o contrato, caso vá emprestar o cartão.

Continua após a publicidade

Com toda certeza, a seguradora do cartão irá fazer de tudo para não pagar o prejuízo de um golpe. Quando você empresta o cartão, eles têm um argumento muito fácil para justificar isso. Ou seja: você vai ter que assumir o prejuízo.

Saiba mais: Como conseguir empréstimo com score baixo?

Formas mais saudáveis de ajudar seus amigos

Todas essas informações podem não ajudar se você está determinado a ajudar alguém a sair do aperto. Afinal, embora essa solução possa ser descartada, o problema ainda existe. Então, vamos dar algumas outras alternativas.

Em primeiro lugar, se você puder, um empréstimo de dinheiro seria mais adequado. Ele é muito mais conveniente, pois você fica no controle do valor da despesa. Ao contrário da fatura do cartão, aqui não existem os juros.

Você pode também pagar alguma conta para a pessoa com o cartão de crédito, algo que caiba no seu orçamento mensal. No fim das contas, isso é como qualquer outra questão de finanças: você não pode assumir gastos maiores do que as entradas.

Esperamos que este artigo tenha ajudado. De qualquer forma, se você quer saber tudo de cartão de crédito, aqui no blog nós levamos exatamente essa informação. Siga nos acompanhando!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Anterior

Compras parceladas no cartão de débito: entenda como fazer

Próximo

Vantagens do cartão de crédito: saiba os motivos para ter um

Posts Relacionados