credito para mei

Crédito para MEI: alternativas para sair da crise

Rafael Alves
banner-cartao-btg

A pandemia do novo coronavírus mudou muita coisa em todo o mundo. Mesmo antes de seu fim, já era possível notar diversos impactos econômicos e sociais. Até mesmo para os países desenvolvidos o cenário trouxe desafios em variados setores.

Grandes empresas, mesmo com seus faturamentos calculados na casa de dezenas ou centenas de milhões, também sentiram as consequências. Mas se todos os grandes do mercado estão sofrendo, então como está o Microempreendedor Individual? Está tentando sobreviver aproveitando as linhas de crédito para MEI que estão disponíveis.

Acesso a crédito sempre foi um assunto delicado, especialmente para negócios de pequeno porte. Mas, pelo menos durante a crise causada pela pandemia, as condições ficaram um pouco mais simples.

Não só em termos de valores, mas também na questão dos prazos que o microempreendedor precisa cumprir. Se você tem interesse em conhecer melhor as condições de prazo e de crédito para MEI, continue lendo este artigo.

Crédito para MEI: Caixa e Sebrae

Dois dos maiores nomes no cenário da promoção do desenvolvimento no Brasil se uniram por causa da pandemia.

O objetivo dessa união é proporcionar uma linha de crédito que seja acessível para micro e pequenas empresas. Por meio da FAMPE – Fundo de Aval para Micro e Pequenas Empresas – ,essa linha foi lançada em abril de 2020.

Linhas de crédito para MEI

As primeiras medidas tomadas pelo governo tinham como foco empresas de porte um pouco maior. Com isso, muitos negócios classificados como micro ou pequeno não puderam participar inicialmente de programa nenhum.

Depois de alguns acertos, foi possível viabilizar linhas de crédito para essa categoria. Entre as vantagens estão condições de pagamento diferenciadas. Tanto as taxas de juros são mais convidativas que o normal, quanto os prazos são mais maleáveis.

Valores e condições do crédito para MEI

Quem é MEI pode solicitar até R$ 12,5 mil e tem um prazo de 9 meses de carência.

Depois disso, o pagamento pode ser realizado em 24 parcelas. Vale lembrar que a taxa de juros é de 1,59% ao mês.

Capital de giro

A principal função dessa linha de crédito é oferecer recursos para serem usados como capital de giro pelos negócios.

O capital de giro é fundamental para a sobrevivência de muitos negócios. Confira, a seguir, uma lista com alguns dos principais aspectos do capital de giro. Dessa forma, é possível constatar a absoluta importância deste programa.

  • Investimentos – A palavra “investimentos” pode definir diversas atividades. A compra de um computador ou celular pode melhorar a performance digital da empresa, por exemplo, e é um investimento. Assim como um treinamento específico ou uma capacitação. Compras planejadas para preparar o estoque para datas comemorativas também podem ser consideradas investimento.
  • Fornecedores – É praticamente impossível um pequeno comércio sobreviver sem bons fornecedores. Isso porque fornecedores são parceiros estratégicos de praticamente todo tipo de negócio. Honrar os pagamentos com fornecedores pode garantir uma relação saudável e prolongada. Além disso, quem tem afinidade com fornecedores consegue negociar valores e prazos com mais facilidade.
  • Operacional – O uso operacional do capital de giro é um dos mais importantes em uma empresa. Afinal, é preciso pagar contas básicas como aluguel, IPTU, combustível, internet, telefone, luz e água. Além disso, o pagamento dos funcionários também entra na categoria operacional. Ou seja, é com esse tipo de recurso que é possível garantir o salário de funcionários de micro e pequenas empresas. Vale lembrar que quem é MEI pode ter um funcionário.

Leia também: Qual é o melhor banco para abrir conta jurídica?

Como solicitar o crédito para MEI

Para entrar com o pedido de crédito especial, antes é necessário fazer um tutorial. Dessa forma, o MEI recebe orientações e informações necessárias para confirmar que a decisão é adequada.

Procedimentos iniciais

Antes do primeiro passo, é preciso cadastrar o CNPJ da empresa no Portal Sebrae. Isso porque esse cadastro é um pré-requisito para que você consiga assistir ao vídeo de introdução.

O primeiro passo de fato é assistir à um vídeo. Ele tem duração de cinco minutos e apresenta uma série de orientações importantes.

Depois de ter se cadastrado e assistido ao vídeo, será necessário esperar 72 horas.

Após esse período, será possível realizar o segundo passo. Esse tempo é necessário para a atualização dos dados, mas também serve para você pensar no empréstimo.

Cadastro e documentação

É preciso confirmar algumas condições para continuar o processo de solicitação. Além disso, é possível demonstrar interesse  fazendo seu pré-cadastro aqui.

As condições para fazer a solicitação são confirmadas, também, através de documentos. Veja o que você vai precisar comprovar:

  • CPF ativo e regular;
  • CNPJ ativo e regular;
  • DASN-Simei com 12 meses de faturamento ininterruptos*;
  • Enviar o CCMEI*;
  • Comprovante de endereço do representante da empresa.

Os itens com asterisco (*) são exclusivos para MEI. Para Micro ou Pequenas empresas existem requisitos similares.

Finalizando o processo

Depois disso, a Caixa fará uma pesquisa para confirmar que não existem restrições. Será necessário, entre outras coisas, confirmar dados da sua conta PJ, acessar o catálogo de operações e selecionar FAMPE.

A próxima etapa só começa se estiver tudo certo e se a Caixa aprovar a análise. Então, o banco solicitará os documentos necessários e passará novas orientações. Além disso, a Caixa comunicará ao Sebrae sobre a contratação via FAMPE.

Mais detalhes sobre esse procedimento podem ser acessados no site sobre crédito assistido da Caixa.

Leia também: Empréstimo MEI online: 10 opções para contratar!

Esperamos que você tenha gostado de conhecer essa alternativa de crédito para MEI. Caso você queira conhecer outras alternativas, não apenas para MEI, mas para empresas, pode acessar esse site do Governo.

Se você conhece alguém que pode precisar de crédito para superar a crise, compartilhe este artigo!

E para mais informações sobre crédito e finanças, continue acompanhando o Meu Cartão de Crédito.

Total
0
Shares
Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Anterior
Cartão de crédito sem consulta

Veja 8 opções de cartão de crédito sem consulta para negativados

Próximo
emprestimo com score baixo

Como conseguir empréstimo com score baixo?

Posts Relacionados
Total
0
Share