cartão de crédito para mei

Cartão de crédito para MEI: conheça opções

Você já se perguntou se existem boas opções de cartão de crédito para MEI? Enquanto pode parecer novidade para alguns, muita gente já sabe que a resposta é “sim”!

A sigla MEI, que significa Microempreendedor Individual, ganhou ainda mais importância nos últimos anos. Conforme a crise econômica gerada pela pandemia do novo Coronavírus foi crescendo, mais pessoas precisaram reinventar as suas carreiras. Assim, a quantidade de MEIs no mercado aumentou e, consequentemente, soluções financeiras ficaram mais acessíveis.

Então se você tem interesse em conhecer opções de cartão de crédito para MEI, continue lendo este artigo.

Leia também: Cartão de crédito com aprovação imediata online: Veja as melhores opções!

Cartão de crédito para MEI

Em primeiro lugar, vale ressaltar a mudança recente no mercado financeiro. Enquanto no passado essa fatia era menos relevante, hoje os microempreendedores individuais representam um público numeroso e importante.

Dessa forma, também é importante perceber que o aumento da procura gerou uma mudança na oferta. Assim, quem é MEI tem mais variedade de cartões de crédito à disposição. Ou seja, é mais fácil fazer comparações e entender o melhor cartão para solicitar.

Opções de cartão de crédito para MEI

Antes de mais nada, vale a pena conferir a lista com opções de cartão de crédito para MEI. Acompanhe com atenção para poder comparar e definir qual a melhor alternativa para você.

Cartão Ourocard Empresarial Elo

Continua após a publicidade

💳 Você foi selecionado para ter um cartão de crédito que não cobra anuidade, com limite de até 7 mil reais e com aprovação na hora.

Solicite seu cartão!

Aproveite a oportunidade

💳 O BTG+ oferece benefícios e experiências únicas para quem quer um cartão cartão de crédito sem anuidade e que entende suas necessidades.

Solicite seu cartão!

Banco do Brasil.
Taxa de manutenção: R$ 13,83 por mês.
Renda mínima: R$ 5.000,00.

Pontos positivos: oferece limite de crédito e 40 dias para pagar a fatura. Além disso, oferece um sistema de pontuação em que é possível trocar pontos por prêmios ou descontos.

Pontos negativos: a contratação de serviços avulsos. Assim, o uso do cartão pode ficar muito caro para empreendedores iniciantes.

Cartão Ourocard Agronegócio

Banco do Brasil.
Taxa de manutenção: R$ 31,00 por mês.
Renda mínima: não informada. Mas pode variar de acordo com cada negócio.

Pontos positivos: desconto progressivo na anuidade. Assim, quanto mais usa o cartão, mais barata fica a taxa de manutenção. Além disso, tem um sistema de atendimento adequado especialmente ao público do agronegócio. Ou seja, é possível tratar de condições específicas do contexto.

Pontos negativos: necessidade de internet. Afinal, conectividade nem sempre é uma condição disponível em zonas rurais.

Cartão Ourocard Empreendedor Internacional Visa

Banco do Brasil.
Taxa de manutenção: R$ 6,50 por mês.
Renda mínima: não informada. Mas pode variar de acordo com cada negócio.

Pontos positivos: possibilidade de não pagar a manutenção se gastar o suficiente. Além disso, oferece parcelamento da fatura e 40 dias de prazo para pagar. Mas isso não é tudo, ele também possibilita pagamentos feitos com Samsung Pay, Apple Pay e Google Play.

Pontos negativos: não tem programa de pontuação.

Cartão Santander Negócios & Empresas

Banco Santander.
Taxa de manutenção: R$ 19,25 por mês.
Renda mínima: não informada. Mas pode variar de acordo com cada negócio.

Pontos positivos: possibilidade de escolher a bandeira Visa ou Mastercard. Além disso, possui sistema de pontuação e também a possibilidade de reduzir a taxa de anuidade de acordo com os gastos no cartão.

Pontos negativos: o Santander muitas vezes é considerado um banco mais exigente do que outros. Assim, alguns clientes percebem os procedimentos como lentos e burocráticos.

Cartão BNDES para MEI

BNDES – Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social.
Taxa de manutenção: grátis.
Renda mínima: não é considerada renda mínima do MEI. Ao invés disso, leva em consideração a renda máxima do negócio, que não pode ultrapassar R$ 90 mil por ano.

Pontos positivos: as possibilidades de parcelamento chamam a atenção. Além disso, o BNDES permite que o cliente escolha a bandeira e do emissor do cartão. Assim, fica mais fácil montar o cartão do seu jeito.

Pontos negativos: o cartão é restrito e só pode ser usado para comprar insumos e equipamentos para a empresa. Dessa forma, o cartão se torna inútil para outros pagamentos.

Outros aspectos para considerar

Sabemos que escolher um cartão não é tarefa fácil. Mas ainda assim é importante que o MEI fique atento a outros detalhes.

Primeiramente, cuidado para nunca ficar negativado. Assim, é possível economizar com tarifas e juros.

Procure em fintechs. Fintechs são empresas novas que são responsáveis pela injeção de tecnologia que aconteceu no mercado financeiro. Nesse sentido, além do cartão de crédito, também é possível abrir contas digitais. E o melhor: a maioria não cobra nenhuma taxa de manutenção. As melhores dicas são Nubank, Digio, C6 e Next.

Por fim, consulte o seu score. Afinal, quanto melhor o seu score, maior as chances de conseguir crédito. E como todos sabem, ter crédito pode ser fundamental para a sobrevivência de negócios que ainda estão começando.

Leia também: Empréstimo MEI online: 10 opções fáceis de contratar!

Esperamos que você tenha gostado de saber mais sobre essas opções de cartão de crédito para MEI.

Você conhece algum MEI? Então compartilhe este artigo! E para mais informações sobre cartões, crédito e finanças, continue acompanhando o Meu Cartão de Crédito.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Anterior
cartão de crédito para autônomo

Cartão de crédito para autônomo: veja 5 opções

Próximo
cartão de crédito sem comprovação de renda

Cartão de crédito sem comprovação de renda: Veja as melhores opções

Posts Relacionados